Quem sou eu

Minha foto
Sou amante dos animais e da natureza. Busco um caminho além das fronteiras impostas pelo homem. Procuro um meio de conhecer mais, aventurando e convivendo com esse universo além do ser humano, o mundo dos animais e das plantas, aonde existe vida. Acima de tudo este projeto foi criado para conscientizar as pessoas, mostrando muitos desses maravilhosos animais, fazendo-as compreender sua beleza e sua importância para o meio ambiente e para nós, humanos. Também temos como objetivo falar sobre todos os aspectos relacionados ao meio ambiente e a sustentabilidade. Lembrando que cada um de nós precisa fazer sua parte, para que possamos viver em um mundo sustentável. Qualquer dúvida é só entrar em contato! Marcus Farah.

sábado, 19 de junho de 2010

Mestiço de gato-do-mato


Apesar de algumas vezes chegar a morder e arranhar, não tem problemas com as pessoas. Não sabemos detalhes sobre como ela é criada, pois dessa vez o Sr. Joaquim Miranda não se encontrava na fazenda, mas procuraremos descobrir e os informaremos.

Magnífica como uma grande caçadora.

Carinhosa e brincalhona como um gato doméstico.

Reparemos na sua linda pelagem que lembra a de um gato-do-mato ou uma jaguatirica e na sua bela cauda.

Essa bela fêmea, vive em uma fazenda no sul de Minas, na mesma fazenda onde se encontram os búfalos-africanos. Não é nem um gato-do-mato, nem um gato doméstico, e sim um mestiço, uma mistura entre os dois.

ATENÇÃO: Esse animal é muito semelhante com a raça "Gato de Bengala", que também é um mestiço, só que de gato doméstico com uma espécie de gato selvagem asiático, o gato-leopardo. O Gato de Bengala é criado como pet e pode ser adquirido facilmente, diferente desse mestiço, nascido em área rural, resultado do cruzamento de um gato doméstico e de um gato-do-mato-pequeno (espécie nativa do Brasil). Se você adquiriu esse animal em uma loja de animais, provavelmente é um gato-de-bengala (que também é um mestiço). :)

Gostaram? Então se inscrevam no canal, curtam nossa página e compartilhem com seus amigos que também gostam de animais, para nos ajudar a crescer!



Nos sigam no instagram, também! @spiritoselvagem

Assista também o vídeo da nossa participação no programa Super HDB da Rede Vida, onde falamos sobre os mamíferos marsupiais:

25 comentários:

  1. Acho que tenho um desse mestiço lá em casa. Adotei em um pet shop, com mais ou menos 2 meses, porém ele é mais agressivo que um gato doméstico, não gosta de colo, não ronrona, ele é igualzinho essa fêmea da foto e ele tem a cabeça pequena em relação ao corpo. Caso a gente o repreenda por alguma travessura, ele volta logo depois e nos ataca com mordidas e unhadas. o.O

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho uma assim kkkk.
      Ela não gosta de carinho e se passarmos o pé nela, ela já começa a rosnar e pula na perna, sem contar que odeia que alisem a barriga dela.
      Eu já consegui a minha, pois ela apareceu aqui em casa, tenho certeza que é mestiça pois moro em Juquitiba tem muitos matos ao redor

      Excluir
  2. É possível sim ser um mestiço! Muitas vezes as pessoas acham que pode ser um vira-lata, as vezes pode até ser, mas não podemos descartar a hipótese de que pode ser um mestiço, pois esses cruzamentos entre gato doméstico e gato-do-mato podem sim acontecer. Essa agressividade mostra que ele preserva mais os seus instintos selvagens do que um gato doméstico comum, esse pode ser um forte indício de que ele pode ser um mestiço, ou a mãe ou o pai podem ser mestiços!
    Obrigado pela visita Carla!

    ResponderExcluir
  3. Qualquer dúvida, se quiser alguma dica, pode me mandar um e-mail:
    spiritoselvagem@hotmail.com
    Obrigado mais uma vez!

    ResponderExcluir
  4. tenho dois gatos igualzinhos a esse dai, um é femêa e o outro é macho,a femêa é muito agressiva mas o macho q é filhote dela é super mancinho!

    ResponderExcluir
  5. No caso, acredito que seja porque a fêmea tem um parentesco mais próximo com um gato-do-mato, o filhote pode demonstrar menos agressividade pois tem um parentesco mais distante com o espécime puro. É uma hipótese.

    ResponderExcluir
  6. Estou procurando alguém que queira adotar o gato que me referi na mensagem acima. O nome dele é Ramon e pela contagem do pet shop ele tem hoje 1 ano e 5 meses. Moro em um quitinete, lugar pequeno e apertado e ele tem ficado muito tempo sozinho e acaba ficando mais estressado. Ele é igualzinho à fêmea do seu site. Caso tenha interesse, mande um e-mail para carlalira72@gmail.com. Obrigada.

    ResponderExcluir
  7. Fotos do gato Ramon.
    Filhote: http://imageshack.us/f/813/ramonfilhote.jpg/

    Adulto: http://imageshack.us/f/9/ramonadulto.jpg/

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente eu tenho uma cachorra em casa, e acho que ela não vai gostar muito do gato, mas eu vou divulgar e tentar encontrar alguém que o queira! Eu te mando um e-mail caso consiga alguém! Ajudarei a encontrar uma nova casa para o Ramon!

    ResponderExcluir
  9. No interior do RS é muito comum estes mestiços nos sítios. Os colonos até gostam quando as gatas entram no cio, que cruzem com os gatos do mato; às vezes as deixam perto do mato para isso. Justamente porque os filhotes nascem mais aptos a caça. É comum você chegar num sítio no interior e ter um galpão com 10 ou mais gatos e várias vezes, tem esses mestiços em que o dono da casa diz orgulhoso que a gata engravidou do gato do mato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que extraordinário!Espero um dia visitar um desses síteos e ver vários desses belos animais reunidos! Obrigado pela informação Letícia!

      Excluir
  10. Eu acho que tenho 2 desses. Foi uma mistura de raças que nem eu sei mais.. Tenho agora 5 gatos. pra entende mais ou menos, adotei uma gata mistura de angora cinza ela so ficou com o pelo mais curtinho so que bem fofinho, que teve filhotes normais. uma dessas crias dela, ficou da cor, preto, marrom, branco e amarelo. rs... e esta gata mais tarde tbem teve filhotes, 4 um morreu por ser muito pequeno, dos 3 quando estavam maiores, um sumiu, penso que os outros mataram. eles foram criados desde bebes dentro de casa, por terem nascido muito frageis. depois colocamos eles fora de casa, mas acabaram ficando muito agressivos, eles nao deixam fazer carinho, nao deixam pegar no colo, sao 2 machos. a mae os rejeita hj, e eu so consigo encostar neles quando estao dormindo e eu vou bem devagar ate eles e tento fazer carinho de leve. eles tem a ponta do nariz bem vermelho, e um é igual esse ai em cima, o outro ja ficou da cor do garfield, mas as listras e alguns pingos sao iguais. a uns 4 meses a gata cinza deu cria denovo, mas vieram 4 gatos de pelo baixo, e um bem peludo.penso que aqueles 2 machos sao misturas de gatos do mato, so nao sei em relaçao a cor deles ser diferente um do outro..

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde, Daiana.

    Normal os gatos terem ficado mais agressivos quando foram colocados para fora de casa, pois isso os permite andar por aí, mais 'livres', dependendo mais do instinte deles do que dos cuidados humanos. Mas as vezes, mesmo sendo criados em casa, poderiam ter ficado agressivos, pelo seu pasado selvagem rs.
    Em relação à cor, depende muito da genética, existem vários fatores que podem ser levados em conta!
    Acho incrível quantos desses mestiços existem por aí! Só aqui no blog já tive várias notícias!hehe

    ResponderExcluir
  12. A minha é cruza de angorá branca com gato do mato. Raramente ela mia e, quando o faz, não é um miado comum, é um miado longo, não gosta de colo e não há jeito de aceitar outro gato ou gata por perto.

    ResponderExcluir
  13. estamos com uma gata siamesa prenha , o macho q cruzou com ela e um gato muito parecido com gato do mato mesmo so aparece a noite , andou rodeando a casa quando ela entrou no sio ele e muito agressivo quando ele esta por perto os outros gatos ficam muito inquietos , como tem uma mata extença nos fundos raramente o avistamos so vimos ele quando a gata crusou agora sumiu .. podemos doar o filhote para criança ou o fato de serem mestiços sao perigosos as crianças?

    ResponderExcluir
  14. Ele pode vir a ser dócil, por ser bem criado, mas há uma grande possibilidade de vir a ser agressivo, devido a seus instintos selvagens. A maioria dos mestiços citados nos comentários desta postagem, são mais agressivos que gatos domésticos, mas isso não é regra. Acho importante observar como o filhote irá se comportar, Jefferson, e tomar uma atitude a partir daí.

    ResponderExcluir
  15. Estou procurando um híbrido de gato-do-mato com gato doméstico há mais de 6 meses para um estudo científico. Estudo Medicina Veterinária e tenho muito interesse. Estou disposta a pagar e buscar o animal. Obrigada desde já. Ana Luísa N. Tinasi.

    ResponderExcluir
  16. axei um filhotinho no oco de uma arvore na roça,ela tem pintas na barriga litras nas costas um amarelo no pescoço ateo ombro,tem unhas gradinhas pula em lugares bem altos,a brincadeira dela e bem forte ela nao mia,poderia serr um filhote de jaguatirica?

    ResponderExcluir
  17. Hmm pode ser sim, Maria. Mas também pode ser um gato do mato ou maracajá. O maracajá vive mais em árvores e salta bem melhor. Em que cidade foi? Teria como você me enviar uma foto por e-mail?

    spiritoselvagem@hotmail.com

    ResponderExcluir
  18. Hoje apareceu aqui na minha casa um gato muito parecido com esse. Logo que achei ele diferente dos gatos comuns. Fiz um vídeo mas não consegui uma qualidade boa. Mas agora penso que é um mestiço

    ResponderExcluir
  19. Eu tenho um mestiço. Ele pesa 8 kilos e é bastante comprido. Vai fazer 9 anos esse ano. Adora colo, mas só quando quer. É bastante agressivo nas brincadeiras com humanos

    ResponderExcluir
  20. Tenho uma linda. Filhote com pouco mais de 2 meses. Está na.fase pânico. é bem agressiva, com minha esposa e filho mas me respeita. Assim.que possível vou castrar. Ela é linda e nasceu num sítio. Ninhada que só sobraram 2. Espero que ela se acostume.

    ResponderExcluir
  21. Tenho uma linda. Filhote com pouco mais de 2 meses. Está na.fase pânico. é bem agressiva, com minha esposa e filho mas me respeita. Assim.que possível vou castrar. Ela é linda e nasceu num sítio. Ninhada que só sobraram 2. Espero que ela se acostume.

    ResponderExcluir
  22. Eu tinha um mestiço!! Meu pai trouxe de uma aldeia de barra-do-corda no MA. Só que foi roubado. ��

    ResponderExcluir
  23. eu tenho uma igualzinha a da matéria, ela ainda filhote menos de 4 meses, ja enorme, mais ativa q um gato normal, mais ajil, não mia, faz outro som, mas é muito parceira, adora brincar de morder, mas é muito dócile amorosa tbm, sempre perto, dorme comigo e minha esposa

    ResponderExcluir